Fundada em 2015, a TagBit nasceu para assessorar empresas parceiras em projetos e participar de cada fase do desenvolvimento. Sempre focada no que há de mais moderno em tecnologia no mundo e trazendo estas atualizações para empresas parceiras, criamos a solução ideal para seu negócio. Fazemos seu projeto dos sonhos se tornar realidade.
Contate-nos 41 99241-3224
contato@tagbit,com.br

Instagram

Blog

Home  /  Fala do Expert   /  Aprenda sobre Cultura de Startup e Inovação para seu negócio

Aprenda sobre Cultura de Startup e Inovação para seu negócio

Uma cultura faz com que os colaboradores se sintam felizes no local de trabalho. Uma empresa que incorpora valores, produtividade, trabalho em equipe, comunicação, paixão e capacidade de correr riscos representa uma cultura de uma startup. A cultura de startup não define somente um lugar cool, bares, café e comida na faixa, ambiente divertidos e pet friendly. É sobre o comprometimento da equipe, trabalho duro e esforço pessoal que você coloca em uma startup.

Um estudo publicado na California Management Review avaliou 200 startups do Vale do Silício durante 8 anos de pesquisa, de diversos setores, para entender os modelos organizacionais chamados de blueprint para analisar culturas que estavam prejudicando o funcionamento da empresa e tiveram que fazer um grande esforço para alterá-la. Por outro lado, 75% das startups que tiveram entre as suas primeiras atividades a construção da sua cultura conseguiram definir um sistema que contribuiu para o crescimento do negócio. 

Características de uma Cultura de Startup

As startups são um novo modelo de negócio, que trabalham em um cenário de incerteza. Muitos empreendedores estão apostando nessa forma de empreendimento que chegou para adequar o modelo tradicional a um mundo tecnológico. As principais características são a de motivação, reconhecimento e produtividade, as quais andam junto do sucesso por meio da construção da sua própria cultura. Avaliando os resultados de diferentes testes, formas de comunicação, mudanças e melhorias em processos para compor suas próprias normas.

Toda empresa deve ter um conjunto de valores da empresa para estimular seus colaboradores a alcançar seus objetivos. Esses valores incorporam a essência da empresa e faz com que eles se sintam parte da organização, entre as principais características estão:

Relacionamento: O relacionamento entre gestor e colaborador é bem mais próximo, resultando o fácil acesso à liderança e a ideia predominante de desenvolvimento conjunto. Os líderes possuem uma postura de compartilhamento de conhecimento e de valorização do time. E a equipe, por sua vez, não executa suas tarefas como apenas um meio de conseguir uma promoção ou um emprego melhor, mas sim de maneira de crescer junto à empresa. 

Engajamento: Os lugares de trabalho onde os colaboradores são valorizados e respeitados. O acolhimento, resolução de desafios constantemente, as possibilidades de reconhecimento e desenvolvimento são nossos maiores motivadores, o que nos fazem dar o nosso melhor para a empresa. É por isso que as startups conseguem colaboradores tão engajados.

Flexibilidade: Oferecer uma flexibilidade de horários mostra que a empresa reconhece e aprecia que seu empregado tenha uma vida fora do escritório.

Diversidade: Reunir profissionais de todas as idades, com experiências e perspectivas diferentes que juntos possam produzir e inovar para que todos atinjam o sucesso coletivamente. 

Em um ambiente de startup, os colaboradores precisam estar prontos para aprender novos materiais todos os dias e comemorar suas pequenas vitórias com eventos mensais, os quais incentivam a equipe a se adaptar a uma mentalidade de crescimento. As startups tem um ambiente que incentiva o controle da situação, sabendo que ela pode errar, mas continuando o trabalho, apesar dos obstáculos. Para isso, as principais ferramentas utilizadas para aplicar uma cultura de startup e inovação são:

Design Thinking

O uso do Design Thinking é importante para resolução de problemas através da inovação e com foco no ser humano. Inicialmente, o método foi criado para definir, idear, prototipar, testar e implementar novas produtos ou serviços. Extremamente útil para o incentivo à comunicação e colaboração, além da geração de novas ideias. Essa abordagem diferenciada leva à inovação, seja radical ou incremental, o que acontece pela visão do design aplicada ao desenvolvimento. Dessa forma, funciona como um contraponto ao modo mais comum de questionar, pensar, saber e agir. 

De acordo com Tim Brown, CEO da IDEO: “Design Thinking é uma abordagem que utiliza a amplitude de pensamento do designer e métodos para resolução de problemas, para atender às necessidades das pessoas de um modo tecnologicamente viável e comercialmente viável. Em outras palavras, o pensamento centrado no ser humano é a inovação”.

MVP

O Produto Mínimo Viável ou Minimum Viable Product (MVP), é uma versão simplificada de um produto final de uma startup. A partir dela, o empreendedor vai oferecer o mínimo de funcionalidades com o objetivo de testar o encaixe do produto no mercado.O MVP é a versão mais simples do produto, que é testada para saber se as expectativas do consumidor são alcançadas. E esse procedimento pode ser realizado sem gastos significativos, dependendo da solução desenvolvida. O resultado obtido na prototipagem foca nos aspectos incrementais e interativos para fazer os requisitos e soluções melhorarem a partir da colaboração entre as equipes. E também: busca descobrir se as hipóteses são verdadeiras para entender os clientes, suas vontades e demandas.

Um exemplo de MVP é a empresa Dropbox, que passou por várias modificações desde que foi idealizado pelo seu fundador, Drew Houston. A função do MVP do Dropbox era validar o interesse das pessoas na ferramenta e se o modo de funcionamento era aceito pelos consumidores. Para isso testar sua ideia, o próprio fundador fez um vídeo apresentando o Dropbox para uma comunidade da área.

Lean Startup

O Lean Startup fornece uma abordagem científica para criar e gerenciar startups e obter um produto desejado para as mãos dos clientes mais rapidamente. O método Lean Startup para o desenvolvimento de novos produtos. Essa prática surgiu como uma alternativa ao planejamento estratégico tradicional uma vez que ele leva meses para ser concluído. Tempo esse que as startups não têm a perder. Além disso, muitos outros recursos costumam ser gastos desnecessariamente, como é com recursos financeiros. São divididas nas fases de uma startup são: Visão, Direção e Aceleração. Portanto, para dar um start assertivo é necessário entender bem a visão da empresa e saber se o seu produto/serviço é uma solução para algum problema do cliente.

Metodologias ágeis 

As metodologias ágeis surgiram a partir dos lightweight methods, utilizados no desenvolvimento de softwares. Em 2000, essas metodologias se tornaram a pauta de convenção, que deu origem ao Manifesto Ágil. Entre os principais métodos ágeis estão o Scrum, o Kanban, o lean e o design Sprint. Contudo, há muitos outros, mais adaptados a cada tipo de mercado. Esse manifesto criou uma série de regras que irão reger as variantes das metodologias ágeis. Entre essas regras estão a priorização de etapas curtas, confecção apenas da documentação imprescindível, foco no ponto de vista do cliente e do negócio, manutenção dos custos de maneira previsível, fluxo de entregas contínuas, cooperação dos integrantes do time para o projeto e incentivo à troca de informações entre times.

Crowdsourcing

A plataforma de crowdsourcing é qualquer ambiente online que utiliza a contribuição coletiva para realizar tarefas, gerar ideias e criar projetos. Outros tipos comuns de plataformas de crowdsourcing são as soluções em crowdvoting (enquetes coletivas), distribuição de tarefas e comercialização de conteúdos (fotos, ilustrações e vídeos).

Crowdfunding

O crowdfunding é o financiamento colaborativo, ou seja, uma das possibilidades do crowdsourcing que envolve arrecadação de fundos voluntária para um projeto. Algumas plataformas conhecidas de crowdfunding são o Kickstarter, Catarse e Indiegogo, onde os apoiadores podem contribuir financeiramente para viabilizar projetos de seu interesse. Geralmente, os usuários ganham algum tipo de recompensa por financiar o projeto assim que a meta é atingida, como exemplares exclusivos, brindes e assinaturas.

Biz Stone, co-fundador do Twitter, diz: “As startups têm uma capacidade única de criar uma cultura de compaixão que nos ajuda a melhorar e, ao fazê-lo, é mais provável que façamos a diferença na vida de outras pessoas. É possível construir um negócio, ajudar as pessoas e aproveitar o nosso trabalho. A maneira como abordamos nosso trabalho geralmente é tão importante quanto o próprio trabalho, porque a maneira como nos tratamos, nosso ambiente compartilhado e a forma como cooperamos nos molda como pessoas.”

 Esses foram alguns métodos utilizados para você ter uma visão ampla e atualizada sobre como promover e gerenciar uma cultura de startup e inovação nos negócios. Deixe nos comentários mais informações sobre a sua visão para ampliarmos cada vez mais a conversa sobre este tema.

Sou uma estudante, sonhadora e contadora de histórias focada na construção de experiências comunitárias que ajudem a capacitar outras pessoas. Atualmente, eu trabalho na Hotmilk como Community Manager, no Observatório de Comunicação Institucional como colunista, como voluntária do Google Business Group no planejamento de eventos para o ecossistema, como voluntária na realizações de eventos da APAE, colaboração de pesquisas científicas e suporte em ações da pastoral universitária da FAE.Nos últimos anos, trabalhei no Distrito na gestão de comunidades inovadoras em que era responsável em aplicar melhorias processuais, planejar e organizar eventos internos e para o ecossistema, enviar email marketing, planejar e executar planos de comunicação interna. Na função de Inbound Marketing Manager na AIESEC, trabalhei como responsável pela construção da marca através de estratégias criativas, relacionamento com startups e grandes empresas, planejamento de eventos para captação de leads.Eu gosto de me envolver em conversas sobre empreendedorismo, inovação, mídias sociais, marketing, comunicação, design, psicologia, geopolítica, desenvolvimento de carreira e diversos outros assuntos. Sempre estou aberta a fazer palestras, eventos e entrevistas.Longe do trabalho, você pode me encontrar lendo, tirando fotos, viajando, ouvindo boas músicas, comendo pipoca ou tomando um chá ou cafezinho. Tem alguma pergunta? Envie um convite para mim no Linkedin ou envie um email para conversarmos ainda mais.

Sem Comentários
Post um comentário