Por favor, espere...

Site x loja virtual: qual é melhor para seu negócio?

Site x loja virtual: qual é melhor para seu negócio?

Um dos negócios que mais cresce hoje é o e-commerce. Cada vez mais ganhando a confiança dos usuários, o comércio eletrônico está angariando mais compradores que se beneficiam da compra remota em função de sua facilidade e comodidade. Por isso, muitos se sentem atraídos em criar uma loja virtual para sua empresa, visto que este é um mercado aquecido. Mas será que um e-commerce é, de fato, viável para a sua empresa? Ou será que, de acordo com o seu perfil, o melhor a ser feito é criar e gerir um site institucional?

Site institucional x loja virtual

Acompanhe a seguir as diferenças entre site institucional e avalie qual tem mais a ver com o perfil do seu negócio.

Site Institucional

O site institucional, embora não possua uma loja virtual, é responsável por vender o seu produto indiretamente. Isso porque está mais ligado à atração do cliente. É nesse tipo de site que se conta a história da empresa, reafirmando uma tradição e transmitindo confiança ao público.

É nele que diferenciais em relação à concorrência são evidenciados, bem como suas metas comerciais e sociais. Por se preocupar em conquistar o cliente, é comum que haja um conteúdo institucional aberto ao público e pensado em suas necessidades enquanto público-alvo de seu segmento.

O site institucional funciona como um cartão de visitas, já que muitos chegam até a marca através dele. A modalidade funciona, sobretudo, com produtos não-físicos, ligados à fomento de projetos e promoção de conteúdo cultural-intelectual.

Loja virtual

A loja virtual, assim como uma loja física, é responsável pela venda direta de seu produto. Tanto por isso, é natural que ela se concentre mais sobre o produto do que sobre outras questões de sua empresa.

Para quem conhece sua marca e produto ou para quem busca um produto fabricado por uma outra companhia de confiança que é vendido na sua loja, uma venda objetiva talvez seja atraente por não colocar muitos obstáculos entre o cliente e o produto. Mas, não havendo esse tipo de alcance, a loja virtual pode ser distante do cliente. A loja, por negociar diretamente um produto, pode gerar lucros mais objetivamente que um site comum, já que no caso de sites esse tipo de lucro é baseado em banners e anúncios de terceiros, enquanto em lojas virtuais a cada produto vendido o valor ganho é muito superior e depende unicamente de seu próprio fornecimento.

Conclusão

É necessário se perguntar qual é o seu perfil e quais são os seus objetivos com sua página. Em busca de exemplos, vê-se que grandes empresas não deixam de ter sites institucionais, já que, muito disseminadas pela sociedade, é importante possuir um portal de transparência que conte a sua história e objetivos para obter, enfim, credibilidade.

É possível, ainda, não ter de escolher entre um e outro, mas possuir os dois, integrados ou não no mesmo domínio. Claro, um investimento maior se faria necessário, mas, de novo, é preciso se perguntar qual é, de fato, o objetivo com a página.

Caso as suas pretensões se resumam a esgotar estoques de produtos que possui, a loja virtual parece suprir essa necessidade. Agora, se o seu objetivo é se fazer conhecido enquanto marca, um nome que pode estar presente em âmbitos sociais, por exemplo, o site institucional se faz necessário para que, assim como um documento, os dados daquela instituição que possui metas e responsabilidades próprias, se façam conhecidos entre o grande público.